Sinta-se completo


No último domingo não fiz como a maioria das pessoas, não postei uma foto junto com a minha mãe dizendo o quão importante e quanto a amo (o último domingo foi dia das mães, caso você esteja lendo este texto do futuro). E não fiz isso porque não acho legal, longe disso! Só não o fiz pois queria desenvolver algo que há uns dias venho matutando aqui comigo e minha mãe me ensinou muito sobre.

Nós como homens, somos seres sociais, e por mais introspectivos que formos buscamos a companhia de outras pessoas. Nesta procura acabamos por gastar uma energia enorme com gente que eu e você sabemos que não merece. E olha, não é que ela não seja boa, grande parte das vezes é incrível, mas não te completa.


Precisamos de gente que complete os espaços vazios do nosso quebra-cabeça. Precisamos de uma parceiro (a) que preencha aquele nosso pedaço vazio. Sabe quando você encontra alguém e as coisas simplesmente fazem sentido? Então!
A gente precisa de amigos, cada um do seu jeito, que tragam pra nossa vida um elemento que nos faz falta. 


E não adianta forçar as peças para que elas se encaixem, e isso aprendi com a minha mãe, se o lugar dela não for aquele você acaba estragando, machucando o quebra cabeça. As vezes a peça faz parte da sua história, só está colocada no lugar errado... Vai saber? A vida tem dessas coisas, tem parceiro que era pra ser amigo e um ótimo amigo, ou o contrário...!

Mãe, domingo foi dia das mães e sexta é seu aniversário, obrigada por ensinar com tamanha ternura, amor e força como lidas com os percalços dessa vida. Amo você e amo todas as pecinhas desse meu quebra cabeça.



Bisous e bonne courage nessa nova fase do Lila!


Share this:

, ,

Conta pra mim o que você achou

0 comentários:

Postar um comentário