Sugestões Culturais #4


O sábado de hoje não é de links é de sugestões culturais! Ebas! Adoro quando chega esse dia! hahaha

1) Mary Poppins: Tem algumas coisas nesse mundão que eu amo. Uma delas é Mary Poppins! Eu não sei quantos anos eu tinha quando assisti a primeira vez, mas foi de uma fita que meu avô gravou do filme e colocou pra eu ver. Como boa criança que era, essa foi minha Galinha Pintadinha, minha mãe, avó, tia, inclusive meu avô que gravou a fita, diziam que a Mary Poppins já deveria estar sem roupa de tanto que eu assisti a fita! Hahahaha Hoje eu tenho o DVD, acho que a edição especial de 40 anos do lançamento. Ah! Claro o filme é de 1964 caso vocês se perguntem, ganhou o Oscar de  melhor atriz (Julie Andrews), melhores efeitos visuais, melhor edição, melhor canção original e melhor trilha sonora substancialmente original (seja lá o que isso signifique). É um musical lindo, adaptação dos livros da P.L. Travers pela Disney, ganhei o livro nesse natal da minha mãe mas ficou no Brasil me esperando pra lê-lo! Acho (com certeza) que eu gostava das musicas quando era uma pequena Tamirinha, hoje acho legal perceber que a mãe das crianças é uma sufragista mas chega em casa e se rende as imposições do marido, da corrida louca pelo bom desempenho profissional do pai que acaba deixando os filhos meio de lado, e claro da Mary Poppins chegando e virando tudo de cabeça pro ar, ensinando pais e filhos! Sério, cada vez que assisto percebo uma coisinha diferente (já fiz minha sobrinha de 2 anos na época assistir comigo hahahahah). É amor eterno, amor verdadeiro!

Londres, 1910. Um banqueiro, George Banks (David Tomlinson), resolve redigir um anúncio pedindo uma babá, após Michael (Matthew Garber) e Jane (Karen Dotrice), seus filhos, mais uma vez sumirem e fazerem Katie Nanna (Elsa Lanchester), a babá, pedir demissão. Tentando controlar a situação Winifred (Glynis Johns), a mulher de George, faz tudo para acalmar o marido, mas sua cabeça está voltada para a defesa dos direitos da mulher. As crianças também escreveram um anúncio, que difere bastante da babá que George pensa em contratar, tanto que depois de lê-lo o rasga em oito pedaços e joga na lareira, por tê-lo achadofantasioso demais. Porém, os pedaços de papel milagrosamente voam juntos até uma nuvem próxima, onde está uma pessoa muito especial: Mary Poppins (Julie Andrews). No outro dia chegam muitas candidatas para o cargo de babá, mas um vento misterioso as carrega antes de serem entrevistadas. Chega então Mary Poppins, que desce das nuvens até a casa dos Banks, usando um guarda-chuva mágico como pára-quedas. Ela conhece Mr. Banks e concorda em ficar com o trabalho. Michael e Jane ficam fascinados com Mary Poppins, pois ela é exatamente a babá que sempre sonharam.

2) Trilogia O Século: Faz muito tempo que quero colocar esses livros aqui, mas me segurei até terminar os três. Depois que terminei a Trilogia 1Q84 (que já falei no primeiro Sugestões Culturais) comecei a ler a Trilogia O Século e fiquei completamente viciada! Os livros são do Ken Follet, famoso pelos livros Os Pilares da Terra (que ainda não li). Minha avó, que costuma ser minha biblioteca, tinha me falado sobre a Trilogia ano passado, mas não tinha tido a oportunidade de lê-los. Assim que comecei fui coberta por aquela ansiosidade típica de quem lê um livro absurdamente bom, conhece? "Só vou ler até o próximo capítulo e vou parar" e quando você percebe amanheceu e o próximo capítulo virou uns 3 mais pra frente! #quemnunca
Os títulos da trilogia são "Queda de Gigantes" que cobre o período da Primeira Guerra Mundial, Revolução Russa; "Inverno do Mundo" com a Segunda Guerra, Guerra Civil Espanhola e por fim "Eternidade por um Fio" que aborda a Guerra Fria, direitos civis americanos e termina com a posse do Obama. Nos livros conhecemos 5 famílias de diferentes nacionalidades que vão se relacionando ao longo dos três livros. Acho incrível a maneira como o autor consegue criar o enredo bem costurado com os acontecimentos históricos. Eu enquanto lia o 'Inverno do Mundo" fiquei tão fascinada que comecei a assistir documentários sobre a Segunda Guerra no Netflix e soltava uns "Ah... Olha, tá acontecendo isso no meu livro! Que sensa!", aliás o segundo livro pra mim foi o mais legal. Além de ser bem escrito, é uma maneira leve de conhecer sobre história e política. Ah! E não se assustem com o tamanho dos livros, pois eles não tem nada de maçante! 


Queda de Gigantes - Vol.1
Cinco famílias, cinco países e cinco destinos marcados por um período dramático da história. Queda de Gigantes, o primeiro volume da trilogia O Século, do consagrado Ken Follett, começa no despertar do século XX, quando ventos de mudança ameaçam o frágil equilíbrio de forças existente - as potências da Europa estão prestes a entrar em guerra, os trabalhadores não aguentam mais ser explorados pela aristocracia e as mulheres clamam por seus direitos. 
De maneira brilhante, Follett constrói sua trama entrelaçando as vidas de personagens fictícios e reais, como o rei Jorge V, o Kaiser Guilherme, o presidente Woodrow Wilson, o parlamentar Winston Churchill e os revolucionários Lênin e Trótski. O resultado é uma envolvente lição de história, contada da perspectiva das pessoas comuns, que lutaram nas trincheiras da Primeira Guerra Mundial, ajudaram a fazer a Revolução Russa e tornaram real o sonho do sufrágio feminino. Ao descrever a saga de famílias de diferentes origens - uma inglesa, uma galesa, uma russa, uma americana e uma alemã -, o autor apresenta os fatos sob os mais diversos pontos de vista. 
Na Grã-Bretanha, o destino dos Williams, uma família de mineradores de Gales do Sul, acaba irremediavelmente ligado por amor e ódio ao dos aristocráticos Fitzherberts, proprietários da mina de carvão onde Billy Williams vai trabalhar aos 13 anos e donos da bela mansão em que sua irmã, Ethel, é governanta. Na Rússia, dois irmãos órfãos, Grigori e Lev Peshkov, seguem rumos opostos em busca de um futuro melhor. Um deles vai atrás do sonho americano e o outro se junta à revolução bolchevique. A guerra interfere na vida de todos. O alemão Walter von Ulrich tem que se separar de seu amor, lady Maud, e ainda lutar contra o irmão dela, o conde Fitz. Nem mesmo o americano Gus Dewar, o assessor do presidente Wilson que sempre trabalhou pela paz, escapa dos horrores da frente de batalha. 
O Inverno do Mundo - Vol.2 
O inverno do mundo começa exatamente onde o primeiro livro terminou, quando as 5 famílias inter-relacionadas - Americana, Alemã, Russa, Inglesa, Galês - inseridas em um tempo de enorme turbulência social, política e econômica, com o surgimento do terceiro Reich, através da guerra Civil Espanhola e dos grandes dramas da segunda guerra mundial, e além disso com as explosões das bombas atômicas Americanas e Soviéticas.
Eternidade por um Fio - Vol.3
Durante toda a trilogia "O Século", Ken Follett narrou a saga de cinco famílias: americana, alemã, russa, inglesa e escocesa. Agora seus personagens vivem uma das épocas mais tumultuadas da história, a enorme turbulência social, política e econômica entre as décadas de 1960 e 1980, com a luta pelos direitos civis, assassinatos, movimentos políticos de massa, a guerra do Vietnã, o Muro de Berlim, a Crise dos Mísseis de Cuba, impeachment presidencial, revolução... e rock and roll!
Na Alemanha Oriental, a professora Rebecca Hoffman descobre que durante anos foi espionada pela polícia secreta e comete um ato impulsivo que afetará sua família para o resto de suas vidas. 
George Jakes, filho de um casal mestiço, abre de mão de uma brilhante carreira de advogado para trabalhar no Departamento de Justiça de Robert F. Kennedy e acaba se vendo não só no meio do turbilhão da luta pelos direitos civis, como também numa batalha pessoal. 
Cameron Dewar, neto de um senador, aproveita a chance de fazer espionagem oficial e extraoficial para uma causa em que acredita, mas logo descobre que o mundo é um lugar muito mais perigoso do que havia imaginado. 
Dimka Dvorkin, jovem assessor de Nikita Khruschev, torna-se um agente primordial no Kremlim, tanto para o bem quanto para o mal, à medida que os Estados Unidos e a União Soviética fazem sua corrida armamentista que deixará o mundo à beira de uma guerra nuclear. 
Enquanto isso, as ações de sua irmã gêmea, Tanya, a farão partir de Moscou para Cuba, Praga Varsóvia e para a história.
Como sempre acontece nos livros de Ken Follett, o contexto histórico é brilhantemente pesquisado, a ação é rápida, os personagens são ricos em nuances e emoção. Com a mão de um mestre, ele nos leva a um mundo que pensávamos conhecer, mas que nunca mais vai nos parecer o mesmo.
3) Canal JoutJout Prazer: Também queria falar do canal da JoutJout há um tempo, mas esse eu não coloquei antes por vacilo! A JoutJout é uma youtuber que fala sobre o que dá na veneta dela e na nossa também, no canal. Cheguei por meio de um link em algum momento da vida, no video emblemático dela sobre relacionamentos abusivos o "Não tira o batom vermelho", a partir dai entrei no vortex infinito do canal, e as vezes me pego assistindo videos que já vi! #quemnunca2


4) App Vivino: Somente por que todo mundo merece uma agradinho alcoólico de vez em sempre e o Vivino é féra pra te ajudar a escolher vinhos. Funciona fácil fácil. Você pega o seu melhor amigo, a garrafa de vinho, tira uma foto do rótulo, o aplicativo "scaneia" e  pronto! Você encontra informações sobre o rótulo, a opinião de outros coleguinhas, preço médio e vinhos parecidos com aquele. Pode ver também o que seus amiguinhos estão bebendo, e comentar "Nossa esse vinho é féra! Lembro que tomei uma garrafa sozinho e dai........." Essas coisas sabe? Você também alimenta o banco de dados do app sem contar que ele é todo lindo! Tem pra Android e iOS de graça!

Ufa! Hoje me empolguei! hahahahaha Bom fim de semana, pessu!

Bisous!

Share this:

, ,

Comentários

4 comentários:

  1. Tenho uma amiga que super me indicou Mary Poppins, e agora fiquei ainda mais curiosa. Com certeza vou procurar para assistir. Você saberia me dizer se tem na Netflix? *-*
    http://www.donab.net/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Babi, eu acho que vi esses tempos no Netflix, mas como estou no Canadá a programação é diferente, então não sei te dizer se está disponível no Netflix BR... =( Desculpa!
      Mas se não tiver que isso não te impeça de ver porque é lindo demais!! Sou viciada! hahahaha

      Beijo grande!

      Excluir
  2. Tamis... Acabei de ver o vídeo da Jout Jout e... Me caiu a cara. :O

    Beijo amada!
    Kissa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kissinha, a Jout Jout é féra! Quando vi esse video a primeira vez também fiquei assim!

      Contando o dia pra ver você!!! =D

      Excluir