Sobre o frio, esse bicho de sete cabeças

Uma das coisas mais chocantes para mim e acho que pra todo brasileiro que chega em Quebec, é o frio. Imagina só você, que saí de Curitiba com uns 30°C, São Paulo deveria estar mais quente, lembro que eu suava tanto que até minha meia ficou ensopada (embarquei de calça térmica que fez as vezes de legging e camisa pra ter menos trabalho na hora de trocar de roupa), e desembarque aqui deveria estar uns -25°C, com vento a sensação ia pra uns -30°C
É tão gelado que sem passar pela experiência não dá pra ter noção, eu acho. 
Dando um jeito de sobreviver no frio
O pior as minhas escalas como eu já contei aqui, foram tão curtas que eu não tive tempo de colocar muita roupa a mais pra desembarcar, e o voo de Montreal pra Quebec foi em um avião pequeno que cabiam uns 16 passageiros, então tínhamos que ir caminhando da pista até o salão de desembarque. Corri aquele caminho com a roupa que eu embarquei só consegui trocar no aeroporto de Quebec #desespero. 
Achei incrível quando cheguei em Toronto e vi que uma das coisas necessárias antes da decolagem era jogar anticongelante por todo o avião, tipo um lava-jato anti gelo. Nunca havia passado por isso. Foi sensa!
Vivendo como um picolé #essediafoimassa
Nessa segunda falei de como o cenário da cidade mudou do mundo de Frozen pro verdinho lindo. Recebi um e-mail de um dos professores daqui dizendo que fevereiro deste ano teve as médias de temperaturas mais baixas em 115 anos! Tá bom ou quer mais? 
Comprei botas de neve antes de vir pra cá e achei que fosse balela da marca dizendo algo como "aguenta 20 minutos em -20°C", como aguenta 20 minutos? A bicha é impermeável, toda de ~lã por dentro e eu comprei um milhão de meias pra usar junto! Mas não! Você sente os dedinhos gelados e num dia eu juro que parecia que meus ossos estavam congelados. Cheguei em casa corri pro chuveiro e não conseguia me esquentar. Acordei gripada.
As mãos são um caso a parte. Eram o meu termômetro. Aguentei 2 minutos sem luva pra tirar uma foto, vitória! Mas depois haja trabalho pra reaquecê-las.
A melhor forma de sobreviver a esse frio todo é com camadas! Muitas camadas de roupa! Não adianta gastar $ 800,00 em um casaco Canada Goose e achar que só ele basta. Faça várias camadas, abuse de térmicas e meias. Acredite, faz toda a diferença!
ULaval no inverno
Mas em compensação todo lugar é preparado para o frio. Desde centros comerciais até o ponto de ônibus. Tudo é aquecido! Você entra em qualquer parte e tem que desmontar, porque dentro de casa, de shopping, universidade, até dentro do próprio ônibus a temperatura gira em torno dos 22°C. 
Sempre escutava gente falando "Passamos mais frio no Brasil do que em lugares com inverno rigoroso" e hoje eu assino embaixo! Em Curitiba eu não tenho um aquecedor em casa, gente como é sofrido tomar banho no inverno. Sofrimento em duas fases entrar sair do banho. Meu pé nunca esquenta quando vou dormir e sempre durmo mal por isso (até minha avó tricotar meias de lã #mimosdevó)! Parece exagero, mas eu realmente acredito que a gente com o inverno de 8°C sofre mais do que o inverno de -20°C, cadê estrutura Brasilzão?! 
Claro que não é um mar de tulipas ter que caminhar no frio nórdico, mas o tempo é tão curto e quando você vê já entrou em um lugar quentinho. A ULaval por exemplo, tem um sistema de quase 12 km de túneis ligando os prédios pra que a gente não ande no frio! Montreal tem mais de 32 km de túneis com lojas, restaurantes, a Underground City. 
Rio St. Laurent no inverno. Cheio de placas de gelo!
Acho que a parte mais difícil do frio é justamente você ficar preso dentro dos lugares (lembra que falei das marmotas? hehehe), mas aparentemente isso não impede o pessoal daqui de fazer nada, vi muita gente correndo na rua em pleno fevereiro, os cílios dos bichinhos congelados na minha cabeça eu tentava argumentar com eles "Amigue, vai pra casa, pra que isso?". 
Sem contar no Carnaval de Inverno de Quebec que atrai turista de todo canto e juro, juradinho, que vi gente em jacuzzi nesse frio, no Carnaval! Tipo não, não em casa que você pula na jacuzzi com um vinho toma umas e outras, se enrola no roupão e volta pro quentinho. NO CARNAVAL. NO PARQUE! POR QUÊ GENTE?!
Hot tub no Carnaval. Menino sai já dai e veste a japona senão vai gripar! (Tinha fila pra entrar!)
Enfim, se você não gosta nem do frio do Brasil, amigx, aqui não é lugar pra você, você vai chorar (mesmo, o vento é tão gelado que você realmente chora de frio, sem querer) e vai ser difícil, até porque o frio dura até março e começa a esquentar gradativamente, então depois do frio pesado vem o inverno curitibano, até finalmente chegar uma brisa quente e voltar a esfriar...

Bisous!

Share this:

, ,

Conta pra mim o que você achou

0 comentários:

Postar um comentário